Participação em Congresso – Parte 2

Nos dias 8 a 11 de outubro de 2013, foram realizados o 19º InPLA – Intercâmbio de Pesquisas em Linguística Aplicada e 5º SIL – Seminário Internacional de Linguística no período, na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no Campus Anália Franco, da Universidade Cruzeiro do Sul, Av. Regente Feijó, 1295, São Paulo, SP, Brasil. Os eventos, em parceria, foram promovidos pelos Programas de Estudos Pós-graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL/PUC-SP) e o Programa de Pós-graduação em Linguística (Unicsul).

Veja a programação do evento.

O coordenador do Laboratório de Leitura e Produção Textual (LPT/CTF), Prof. Ribamar Batista, participou do evento coordenando o Simpósio Temático Novas tecnologias, ensino e formação em língua portuguesa: relatos, experiências, pesquisas, juntamente com o professor Núbio Delanne Ferraz MAFRA (da Universidade Estadual de Londrina). Além disso, o coordenador apresentou o trabalho PRÁTICAS ESCOLARES E TECNOLOGIAS DIGITAIS: RELATO DE EXPERIÊNCIA NA EDUCAÇÃO (relato sobre o projeto Polêmicas em Debate). O Simpósio recebeu 16 trabalhos de instituições das regiões nordeste, sudeste e sul.

Resumo do trabalho apresentado:

Neste trabalho, relatamos os resultados do Projeto Polêmicas em Debate cujo objetivo foi estimular o desenvolvimento da competência argumentativa e da expressão oral, por meio de discussão, debate e crítica acerca de temas polêmicos. O projeto foi desenvolvido no Colégio Técnico de Floriano (UFPI), no período de outubro/2012 a janeiro/2013. O projeto foi desenvolvido em cinco etapas, visando, segundo Street (1994) e Barton (2007) a devida ambientação dos sujeitos nas práticas sócia de onde emergem os textos. Assim, a primeira fase envolveu a exibição de filme em sala para conhecimento do gênero debate regrado. Em seguida, adotando os conceitos de crítica social e ideologia (Fairclough, 2001; Thompson, 1998) discutimos temas da atualidade. A terceira etapa visou o desenvolvimento da argumentatividade, com a construção escrita dos argumentos relacionados aos temas estudados. Para a quarta etapa – o debate –, verificamos os posicionamentos (favoráveis e contrários) propostos por meio de votação seguido da realização do debate em si. A mensuração da eficiência dos argumentos apresentados revelou mudanças de pontos de vista dos/as alunos/as, permitindo a desconstrução das antigas representações sobre os mesmos. Procedemos na última etapa à divulgação através do Facebook das vivências do projeto com atualização dos resultados a cada debate. A rede social tornou possível a abertura da discussão, da crítica e da expressão aos internautas, criando a ponte entre escola e sociedade. Os resultados do projeto apontam para a necessidade de introdução de novos modelos educacionais que privilegiem a crítica e a democracia, bem como a produtividade das atividades de leitura e escrita quando atreladas aos usos do universo estudantil, entre eles, as novas tecnologias da informação.

About labprotextual

Laboratório Experimental de Ensino e Pesquisa em Leitura e Produção Textual do Colégio Técnico de Floriano da UFPI sob coordenação do Prof. José Ribamar Lopes Batista Júnior. Colaboradora: Prof. Denise Tamaê Borges Sato (Governo do Goiás)

Posted on 26 de Outubro de 2013, in Sem categoria. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s